ItaliaCast #18 | Dia Internacional da Mulher / A Carta d’Identità

carta d'identità

carta d'identità

“Senza il sorriso delle donne, il mondo sarebbe eternamente buio…” 

Sem o sorriso das mulheres, o mundo seria eternamente escuro
Fabrizio Caramagna

referendo

Ciaoooooooooooo bimbi belli

Festa della Donna! Auguri!

Não dá pra viver sem elas! 

Eu sou fã das mulheres, da força que elas têm, da coragem, elas são exemplos de amor e de luta e vamos falar um pouco sobre isso no quadro Parlando Di de hoje.

O Dia Internacional da Mulher.

Vocês sabem por quê ele é comemorado?

Quais foram os acontecimentos que deram origem a esse dia?

Será que está ligado a fatos históricos ou é mais um dia simbólico escolhido pelo comércio?

E No quadro Cidadania Italiana, Sim! 

A carta d'identità como documento de viagem também. Ela é o nosso RG na Itália. 

Será que assim como nós podemos viajar nos países da Mercosul somente com o RG  a gente pode, também, viajar nos países pertencentes ao Espaço Schengen só com a carta d'identità italiana? Isso é verdade?

E para quê mais ela serve? Vou responder tudinho pra vocês.

E no Quiz de hoje, uma curiosidade super meiga e mimosa sobre o dia das mulheres na Itália.

QUIZ 

Qual é a flor amarela símbolo do dia das mulheres na itália?

  • a)   Hemerocale
  • b)   Frésia
  • c)   Acácia

Nada de rosa ou vermelho…

Na Itália, a cor que representa as mulheres é o amarelo!

Durante a primeira semana do mês de março a Itália se pinta de amarelo para se preparar para a Festa della Donna, o Dia Internacional da Mulher. 

Nesse dia as mulheres são presenteadas com ramalhetes desta flor que está na pergunta do QUIZ de hoje e também usam um pequeno ramo para enfeitar suas roupas. 

As cidades que festejam a data têm suas ruas decoradas com a flor, deixando tudo amarelo e trazendo alegria para o fim de inverno, quando a maioria das flores ainda não nasceram.

No Brasil tem bastante também e dá pra decorar sua casa nesta data em grande estilo italiano.

Quem prestou atenção já dei a dica no começo do quadro e respondo no final.

QUAL A ORIGEM DO DIA INTERNACIONAL DA MULHER?

carta d'identità

Muitas pessoas consideram 8 de Março um dia criado para simplesmente homenagear as mulheres.

Mas, diferentemente de outras datas comemorativas, ela não foi criada pelo comércio e tem raízes históricas mais profundas e sérias.

Durante toda a história, as mulheres protagonizaram grande parte das manifestações e movimentos sociais no mundo todo.

Um deles é aquele que defende sua própria liberdade e conquistas culturais, sociais e políticas.

O Dia Internacional da Mulher tem um histórico de muita luta e representatividade, e é por essa busca por igualdade de direitos que uma data específica foi estipulada. 

O real motivo da origem pelo qual este dia veio a ser comemorado está repleto de controvérsias. 

Alguns associam o surgimento da data com a greve das mulheres que trabalhavam em Nova York na indústria Triangle Shirtwaist Company e, consequentemente, ao incêndio que ocorreu em 1911.

carta d'identità

Já outros, indicam que ela surgiu na Revolução Russa de 1917, a qual esteve marcada por diversas manifestações e reivindicações por parte das mulheres operárias.

Mas vamos conhecer mais alguns fatos.

Nos Estados Unidos, o primeiro Dia da Mulher foi instaurado em 1909 a partir da sugestão da ativista e educadora Theresa Malkiel, sendo comemorado no dia 28 de fevereiro.

Ela foi uma das várias que lutaram pelo direito ao voto em uma época muito conservadora e marcada pelos discursos machistas, bem diferente dos dias de hoje, né?

Ela levou mais de duas mil mulheres às ruas.

Theresa Malkiel

Mas ainda não era considerado mundial.

Outro marco importante para que a data fosse instituída aconteceu em 1911. 

As condições de trabalho nas fábricas americanas eram terríveis.

Os donos dos estabelecimentos escondiam os relógios e trancavam as portas para que os funcionários perdessem a noção de tempo e trabalhassem mais. 

E foi aí que aconteceu uma tragédia.

Na Triangle Shirtwaist Company, em Nova York, um incêndio no dia 25 de março começou durante o expediente que matou 146 pessoas, sendo 21 homens e 125 mulheres, a maioria imigrantes italianas.

A comoção foi tamanha que no dia 5 de abril, 100 mil pessoas se reuniram no funeral coletivo das vítimas e exigiram justiça.

Por isso muitos creditam este acontecimento como o precursor, mesmo que não tenha ocorrido em 8 de março.

Já na Europa, no ano seguinte, a alemã Clara Zetkin propôs durante a Conferência Internacional de Mulheres Trabalhadoras, realizada na Dinamarca, que todas as mulheres do mundo se unissem em um mesmo dia para dar voz às suas lutas e reivindicações.

Ela mesmo sugeriu o dia do incêndio de 1911 que aconteceu nos Estados Unidos para ser esse dia simbólico das mulheres.

Mais de um milhão de pessoas participou de passeatas pela Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça. Entre as reivindicações estavam o direito ao trabalho, ao voto, a ocupar cargos públicos e o fim à discriminação.

Clara Zetkin

Logo após este fato, em 1911, a organização do grupo Internacional Socialista quis proclamar o Dia da Mulher para reconhecer a causa feminina, ao passo que multidões de mulheres manifestavam nas ruas de outros países e exigiam mais direitos e visibilidade no trabalho.

Mas quem realmente conseguiu avançar nesse quesito foram as russas, que invadiram as ruas de Moscou, em 1917, em repúdio à Primeira Guerra Mundial e à extrema pobreza que o país enfrentava naquele momento crucial. 

Esse evento ficou conhecido como “Pão e Paz”. Isso porque as manifestantes também lutavam contra a fome e a guerra.

Nesse clima de agitação revolucionária, as mulheres trabalhadoras do setor de tecelagem entraram em greve no dia 8 de março, e reivindicaram a ajuda dos operários do setor de metalurgia. 

Essa data entrou para a história como um grande feito de mulheres operárias e o governante da época, Nicolau II, cedeu à pressão feminina e lhes garantiu o direito de voto.

Bom, gente, tendo em vista todos estes acontecimentos, é importante afirmar que o Dia Internacional da Mulher não foi criado por influência de uma tragédia, mas sim por décadas de engajamento político das mulheres e por manifestações que ocorreram concomitantemente nos Estados Unidos e em diversas cidades da Europa em finais do século 19 e início do século 20.

Para concluir, após a Segunda Guerra Mundial, o dia 08 de março tornou-se aos poucos o símbolo principal de homenagens às mulheres, em virtude da greve das russas.

Justamente por causa do contexto político e cultural que deu origem à comemoração, durante o regime fascista o Dia Internacional da Mulher não foi festejado na Itália. O 8 de março é comemorado oficialmente pela primeira vez na Itália em 1946, logo depois do fim da guerra.

A partir dos anos 1960, a comemoração do dia 8 de março já tinha se tornado tradicional, mas foi oficializada pela ONU apenas em 1975, quando essa organização declarou o Ano Internacional das Mulheres, como uma ação voltada ao combate das desigualdades e discriminação de gênero em todo mundo. 

Como parte desses esforços, o dia 8 de março foi oficializado como o Dia Internacional da Mulher.

Quem não sabe, desde 1996 o Dia Internacional das Mulheres recebe um tema específico a cada ano.

O tema de 2020 é: “Eu sou a Geração Igualdade: concretizar os direitos das mulheres”. A temática está alinhada com a nova campanha multigeracional da ONU Mulheres, Geração Igualdade, que marca o 25º aniversário da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim. 

Adotada em 1995, na 4ª Conferência Mundial sobre as Mulheres, em Pequim, na China, a Plataforma de Ação de Pequim é reconhecida como o roteiro mais progressista para o empoderamento de mulheres e meninas no mundo inteiro.

Vale lembrar que 8 de março é um dia para reflexão a respeito de toda desigualdade e violência que as mulheres sofrem no mundo. 

Embora muitos marcos tenham sido alcançados, ainda existem grandes disparidades e preconceitos que precisam ser superados: diferenças salariais, dificuldades em acessar a vida política e econômica, baixos níveis de educação e violência generalizada.

A todas o nosso reconhecimento e nossa solidariedade, sempre!

Mulheres, vocês são demaaaaaaaaaais 

Donne, siete meravigliose!

A CARTA D'IDENTITÀ ITALIANA

No Italiacast anterior, ou seja, no episódio 17 falamos sobre os documentos do cidadão italiano.

Quem perdeu tem link pra vocês no Portal, ok!?

ItaliaCast #17 | Referendo 2020 | Documentos do Cidadão Italiano

E hoje vamos falar especificamente sobre a função de um deles: 

“A carta d'identità como documento de viagem também”.

CARTA D'IDENTITÀ ITALIANA

Ela é super importante e quem vai fazer o processo diretamente na Itália não deixe de fazer, pois nos consulados do Brasil não é possível solicitar esse documento.

Este documento é super importante e se você fez o seu processo diretamente na Itália, não deixe de fazer, pois ele só é emitido lá ou nos países da Europa, nos Consulados do Brasil, como já falamos, só é emitido o passaporte italiano.

Por quê?

Porque este documento é aceito como identificação para viajar e transitar entre os países que fazem parte da Europa, que tem um acordo entre eles.

Por exemplo, no Brasil fazemos parte da Mercosul, de forma que o RG brasileiro serve como documento de viagem para quem vai viajar ou transitar para os países da América do Sul.

Na Europa funciona a mesma coisa.

Os países que fazem parte da Europa aceitam os documentos de identidade nacionais para os cidadãos transitarem entre os países que fazem parte deste “acordo”.

Temos um artigo que explica bem como funciona o acordo entre os países da Europa e do Espaço Schengen:

Visto Para Entrar na Europa 2021 | Saiba Tudo Sobre Ele

E pasmem! A maioria dos italianos não tem passaporte!

Isso mesmo!

Porque para emitir o passaporte a taxa é muito mais cara do que emitir a carta d’identità, então eles acabam viajando somente com esse documento.

Você, por exemplo, se tivesse que viajar para algums país da América do Sul, pagaria uma taxa bem mais cara para emitir um passaporte sendo que com o RG você pode pagar bem menos e entrar nos países da mesma forma?

Os italianos somente se preocupam em emitir o passaporte caso precisem ou queiram viajar para um país fora da Europa, do contrário usam a carta d’identità.

Uma dúvida que surgiu por conta do Brexit.

Você pode me perguntar:

“Fabio, mas eu posso ir para o Reino Unido só com a minha carta d’identità italiana?”

Sim, o Reino Unido ainda faz parte da Europa e até o final da transição você pode continuar indo pra lá somente com a carta d’identità, sem problemas.

Temos um vídeo falando bem atual explicando como você pode viver no Reino Unido como cidadão Italiano pós Brexit.

[LIVE] Último dia do Reino Unido na Europa | Brexit

Importante: todo e qualquer estrangeiro ou não, que esteja legalmente na Itália, pode emitir uma carta d’identità.

Você pode pensar: “Eu como brasileiro, chego na Itália para fazer o meu processo, ainda não sou reconhecido, posso  ter uma carta d’identità?”

Sim!

Mas qual o problema: ela vai servir somente como documento de identificação e não como documento de viagem, inclusive isso vai vir informado nela.

Fora da Europa a carta d’identità não vai servir como documento de viagem.

Por isso que no Brasil não é possível fazer a carta d'identità italiana, porque esse documento não tem validade como identificação ou para viajar fora da Itália ou da Europa.

Assim como na Itália e na Europa não conseguimos fazer o RG brasileiro, somente o passaporte também, porque não tem validade como identificação ou para viajar fora do Brasil ou do Mercosul.

Viu, como é importante esse documento?

NO DIVÃ DO FABIO

PERGUNTA:

Fabio, primeiramente obrigado pelas informações… acompanho o site Minha Saga há muito tempo quando comecei o processo de reconhecimento. Hoje cidadão Italiano, tenho uma dúvida.

Para entrar e sair da EUROPA, caso eu tenha a Carta de Identidade Italiana, eu posso utilizá-la também para entrar e sair do Espaço Schengen, com isso, fico sem emitir os dois passaportes para somente os trechos Brasil e Europa? Juruce Lopes

RESPOSTA:

Na verdade é o seguinte: quando você vem de viagens internacionais para o Brasil, tem que apresentar o passaporte. 

Inclusive eu já perguntei sobre isso na Polícia Federal.

São dois contextos diferentes, conforme já falamos.

Seu RG brasileiro é aceito no Mercosul e a carta d’identità é válida na Europa como documento de viagem. Esses documentos não substituem a função dos passaportes fora destes contextos.

PERGUNTA:

Estou aguardando agora o não renuncia no consulado brasileiro.

E com essa espera posso tirar ou fazer o pedido da minha identidade provisória pois estava querendo visitar uns amigos em Lisboa e tenho medo de dar algum problema na imigração pois está vencendo os 3 meses de Turismo. Christiane Faccini

RESPOSTA:

Aqui eu vejo dois problemas.

Se o seu tempo de permanência está acabando, não é a carta d’identità que vai fazer diferença!

O ideal é que nas vésperas de acabar esses 3 meses você vá fazer o seu permesso di soggiorno in attesa di cittadinanza.

Inclusive eu aconselho a não sair da Itália enquanto o processo não estiver pronto.

Porque nos países do Espaço Schengen, quem entra tem somente 3 meses como turista.

Se viajar para os países do Espaço Schengen e ainda estiver dentro deste prazo, não vão te barrar na imigração.

Mas se já estiver lá, andando na rua e te pararem, a carta d’identità não terá validade como identificação e documento de viagem, porque, se não tiver a cidadania, nela virá brasileiro; e se te pararem eles vão te pedir o passaporte brasileiro e ver que já passou os seus 3 meses de permanência, poderá ter problemas.

RESULTADO DO QUIZ

Qual é a flor amarela símbolo do dia das mulheres na itália?

  • a)  Hemerocale
  • b)  Frésia 
  • c) Acácia

E acertou quem escolheu a opção “C”, a Acácia, ou em italiano, “le mimose”.

Le mimose são flores pequenas e delicadas e ganharam a honra de simbolizar a mulher e a sua força.

Suas árvores floridas roubam a cena e são um espetáculo, chamando a atenção pela sua cor radiante e pelo seu perfume intenso.

CARTA D'IDENTITÀ ITALIANA

A violeta, historicamente ligada à esquerda europeia, chegou a ser cogitada como flor-símbolo, mas elas eram muito caras e pouco disponíveis.

A tradição italiana de dar um ramo de mimosa às mulheres no dia 8 de março surgiu no ano de 1946, quando três líderes ativistas, Teresa Noce, Rita Montagnana e Teresa Mattei, da Unione Donne in Italia, organização política pela luta dos direitos das mulheres, decidiram adotar o ramo de acácia como símbolo da luta pelos direitos das mulheres no País.

carta d'identità italiana

Três motivos foram fundamentais na hora de escolher esta flor amarela de origem australiana: 

O primeiro é porque a mimosa é uma planta pioneira que surge ante do fim do inverno, e cresce em terrenos e climas adversos, o que representa a vontade de reivindicar os direitos e lutar para fazê-los valer; 

O segundo é que floresce no período do Dia Internacional da Mulher;

A mimosa, além de desabrochar neste período e de ser muito barata, era a flor com a qual os “partigiani” (membros da Resistência) presenteavam as “staffette” (mensageiras da Resistência) e que se tornou o símbolo da irmandade por excelência;

E, em terceiro, são flores luminosas, de cor alegre, de aparência delicada, porém fortes como a mulher. 

Assim, em 8 de março de 1946, a Itália celebrou primeiro Dia da Mulher com a flor e desde então usa a acácia como símbolo dessa data.

Hoje a cidade de Sanremo é a principal produtora deste símbolo nacional.

Diversas iniciativas acontecem neste dia na Itália – museus e atrações gratuitas durante todo o dia, manifestações políticas e sociais e tantas outras atrações. 

Para a ocasião do dia das mulheres, é comum encontrar restaurantes que preparam um menu especial, onde do aperitivo à sobremesa, os tons de amarelo costumam predominar!

Outro destaque no dia das mulheres e nas prateleiras de toda e qualquer confeitaria italiana é a “torta mimosa“, uma sobremesa que decorada imita as flores de “mimose“, uma delícia!

Eu desejo um dia especial a todas vocês, mulheres, com muita paz, muita saùde e principalmente muita justiça e muitas oportunidades!!!

Escolha abaixo como acompanhar o Italia Cast:

OUÇA O EPISÓDIO – CARTA D'IDENTITÀ ITALIANA:

Apple | Spotify | Deezer | Link Geral

VERSÃO VIDEOCAST – CARTA D'IDENTITÀ ITALIANA

Clique no link abaixo para acessar o vídeo no Youtube:

GOSTOU DO ITALIACAST?

Todos nossos esforços estão voltados para te ajudar, através do compartilhamento do maior número de informações a respeito do nosso querido país.

E este é um canal de mão dupla: nós prometemos te entregar o nosso melhor, e em troca você compartilha suas impressões, experiências, feedback e comentários conosco.

Por isso te pedimos duas coisas:

1 – Deixe sempre um comentário abaixo do episódio (seja no Youtube, Podcasts ou aqui mesmo no Portal) para que saibamos as suas impressões

2 – Compartilhe com o maior número de pessoas que você conhece, assim você nos ajuda com nosso propósito que é atingir o maior número possível de pessoas, combinado?

Então bóra compartilhar este episódio nas suas redes sociais, basta utilizar os botões abaixo 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.